quarta-feira, 18 de março de 2009

Os Dois Mundos (Valsa)
Música: José da Cunha e Costa Vasconcelos Delgado
Data: 1864
Transcrição: Octávio Sérgio (2009)

Os dois Mundos, Valsa em Fá maior com modulação a Dó maior, é uma das muitas composições de Vasconcelos Delgado, autor hiper-activo em Coimbra na década de 1860, primeiramente redescoberto por Francisco Faria, (1980).

Translado a partir da solfa manuscrita autógrafa, datada de "Sobreira, 4 de Agosto de 1864".

Recolha de António M. Nunes

2 Comentários:

Blogger João Furtado-Coelho disse...

Bom dia Sr. Octávio Sérgio: Com respeito à sua transcrição da valsa Os dois Mundos e atribuição da autoria a J. Vasconcelos Delgado, permito-me pô-las em dúvida. Na verdade foi seu autor meu tio-avô Luís Cândido Furtado Coelho. A peça destinava-se a constituir um "melodrama", juntamente com uma poesia de C. Lacerda (César de Lacerda). Em Portugal teve pelo menos duas edições impressas: uma por uma casa do Porto, outra pela casa Sasseti, de Lisboa. Tornou-se muito popular e tem uma função importante em O Crime do Padre Amaro. Poderei enviar-lhe reprodução da partitura. Além da música, nela figuram os versos de C. Lacerda. Pode consultar online o exemplar da Biblioteca Nacional. Com cumprimentos. João Cândido Furtado Coelho

7 de junho de 2013 às 11:56  
Blogger Octávio Sérgio disse...

Em resposta ao email em anexo, do Sr. João Furtado Coelho, sou de parecer que:

1-o Blogue Guitarra de Coimbra no âmbito da sua política de promoção do património cultural imaterial e do respeito pelo direito do autor, deve estar totalmente disponível para corrigir erros e lapsos;

2-a correção de erros e lapsos deve ser solidamente fundamentada, pelo que se solicita ao Sr. João Furtado Coelho o envio dos documentos probatórios na forma que entenda mais conveniente;

3-os elementos de que serviram de base ao nosso trabalho foram um caderno manuscrito com solfas de JVDelgado, compositor e intérprete que tinha o hábito de anotar as autorias das composições.

Gratos pelas sugestões, ficamos a guardar resposta.

Cordiais cumprimentos

António M. Nunes

Agradeço resposta para octavioazevedo@sapo.pt

7 de junho de 2013 às 17:13  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial